O Quero Fazer é um programa voltado à ampliação das opções de diagnóstico do HIV, a partir da expansão de serviços de prevenção e de aconselhamento e testagem voluntária (ATV) para gays, homens que fazem sexo com homens (HSH) e travestis nas áreas metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Brasília e Fortaleza.

É uma ação apoiada pela Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) e, com o apoio das secretarias de saúde locais e do Departamento de DST/Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, sendo esse último responsável pelo fornecimento dos testes e de preservativos.

A ideia é que as atividades desenvolvidas no programa sirvam de ponte para maior acesso do público-alvo da ação aos serviços públicos de saúde. No período de execução do Quero Fazer – que vai até 2014, os serviços de saúde e as organizações não governamentais participantes serão fortalecidos, a fim de garantir a sustentabilidade e continuidade da estratégia.