A partir desta sexta-feira, dia 7, o Programa “Quero Fazer” em parceria com a Secretaria de Saúde do Recife por meio de sua Coordenação Municipal de DST e Aids inicia a ampliação da testagem rápida para o HIV voltada para população de gays, HSH (homens que fazem sexo com homens) e travestis na cidade. A testagem será realizada na sede do Instituto Boa Vista na Rua das Ninfas, 84, com início às 20 e término às 00 horas. O Instituto fica ao lado da Boate Metrópole, em Boa Vista, capital.

O Programa “Quero Fazer” é financiado pela Agência Norte-americana para o Desenvolvimento Internacional (USAID) tendo como parceiros estratégicos o Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde e coordenação da Associação Espaço de Prevenção e Atenção Humanizada (EPAH). Essa nova inciativa em Recife tem o apoio da Coordenação de Atenção ás DST e Aids do Recife e da Boite Metróple.

O projeto visa facilitar o acesso da população de gays, HSH (homes que fazem sexo com homens) e travestis aos testes de Aids. A escolha do local deve-se a grande circulação deste público nesta região. O Programa “Quero Fazer” iniciou suas atividades no ano de 2009 em Recife com a utilização de uma unidade móvel (trailer) para realização da testagem. As cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília também fazem parte do projeto.

Essa é uma atividade pioneira, pois a testagem será realizada em local fixo vinculado a uma casa noturna gay (Boate Metrópole), que tem sido um espaço bastante importante para a comunidade LGBT do Recife, pois tem desenvolvido muitas atividades viabilizando acesso de direitos, em especial na área de saúde e direitos humanos para gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais.

Segundo Acioli Neto, coordenador de Atenção às DST/Aids do Recife “essa iniciativa faz parte da estratégia da Coordenação em possibilitar o diagnóstico precoce a um maior número de pessoas e assim fortalecer a divulgação das medidas de prevenção” Ele ainda lembra “é importante saber a sorologia, pois nos casos reagentes é importantíssimo a garantia de acesso ao tratamento antes do surgimento dos primeiros sintomas da doença”.

Na ocasião também serão realizados testes de sífilis e fornecidos preservativos e gel lubrificante. Nos próximos meses, conforme a adesão do público à proposta, também serão oferecidos testes rápidos para detecção de hepatites B e C. As pessoas com resultado positivo ao HIV e Sífilis serão encaminhadas para tratamento nos Serviços de Atenção Especializada (SAE) do Recife ou dos seus municípios de residência. A equipe de trabalho é composta de profissionais com larga experiência de testagem rápida em ocasiões como as campanhas de Carnaval e Festas Juninas.

Para mais informações:

Acioli Neto
Coordenador de Atenção às DST/Aids do Recife
(81) 9618-6666