Nesta terça-feira, 28 de agosto, cerca de 200 pessoas ocuparam o Centro de Referência e Treinamento em DST e Aids do Estado de São Paulo (CRT). Os manifestantes protestaram contra o fechamento de leitos do CRT e contra o retrocesso de políticas públicas de combate à Aids no País. A ocupação não atrapalhou o atendimento, que seguiu em sua normalidade. “Não estamos aqui para protestar contra os responsáveis pelo CRT e pelo Programa Estadual de DST/Aids, mas contra o Secretário de Saúde e o governador, pois são eles os responsáveis pelos vários retrocessos na área da saúde e no enfrentamento da aids no estado”, disse José Araújo Lima Filho, diretor da Associação EPAH. Diversos representantes de outros estados e lideres de sindicatos da área da saúde, como o Sindsaúde e Sindsep, estiverem presentes. Rodrigo Pinheiro, que preside o Fórum de ONG/Aids do Estado de São Paulo; Américo Nunes Neto, coordenador do Movimento Paulistano de Luta contra a Aids (MOPAIDS) ; Jorge Beloqui, professor e integrante do Grupo de Incentivo à Vida (GIV); o especialista em saúde pública e presidente do grupo Pela Vidda de São Paulo, Mário Scheffer; também compareceram á manifestação. Sobre o CRT DST/ Aids – SP O Centro de Referência e Treinamento-DST/AIDS-SP (CRT-DST/AIDS) é uma unidade de referência normativa, de avaliação e de coordenação do Programa Estadual para Prevenção, Controle, Diagnóstico e Tratamento de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) e da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS) no Estado de São Paulo.  Possui 24 leitos de internação exclusivos para pacientes com HIV e aids. A unidade é referência mundial no atendimento de soropositivos e no planejamento de resposta à epidemia e conta com cerca de 800 funcionários. Endereço:  Rua Santa Cruz, 81 – Vila Mariana – SP CEP: 04121-000 – Tel: 11 5087-9911...