Meninos também serão vacinados contra HPV a partir de 2017

Posted by on out 13, 2016 in Notícias | 0 comments

A partir do ano que vem, meninos de 12 a 13 anos também sersão imunizados contra o HPV Marcelo Camargo/Agência Brasil A partir de janeiro de 2017, a rede pública de saúde vai passar a oferecer a vacina contra o HPV para meninos de 12 a 13 anos como parte do Calendário Nacional de Vacinação. A faixa etária, de acordo com o Ministério da Saúde, será ampliada gradativamente até 2020, período em que serão incluídos meninos de 9 a 13 anos. A expectativa da pasta é imunizar mais de 3,6 milhões de meninos em 2017, além de 99,5 mil crianças e jovens de 9 a 26 anos que vivem com HIV/aids no Brasil. Serão adquiriras, ao todo, 6 milhões de doses ao custo de R$ 288,4 milhões. Segundo o governo federal, o Brasil será o primeiro país da América Latina e o sétimo no mundo a oferecer a vacina contra o HPV para meninos em programas nacionais de imunização. Estados Unidos, Austrália, Áustria, Israel, Porto Rico e Panamá já fazem a distribuição da dose para adolescentes do sexo masculino. Duas doses O esquema vacinal contra o HPV para meninos será de duas doses, com seis meses de intervalo entre elas. Já para os que vivem com HIV, o esquema vacinal é de três doses, com intervalo de dois e seis meses, respectivamente. Nesses casos, é necessário apresentar prescrição médica. Custos O ministro da Saúde, Ricardo Barros, destacou que, apesar das novas inclusões, não haverá custo extra para o governo federal já que, neste ano, a pasta anunciou a redução de três para duas doses no esquema vacinal contra o HPV para meninas. O quantitativo previsto, segundo ele, foi mantido. “É mais um avanço que conseguimos fazer sem ampliar investimentos”, disse Barros. “É um conjunto de ações integradas que temos feito para produzir mais e mais resultados com os recursos que temos”, completou. Meningite A pasta anunciou ainda a ampliação da vacinação contra a meningite C para adolescentes de ambos os sexos. Foram adquiriras 15 milhões de doses, a um custo de R$ 656,5 milhões. O objetivo do governo é reforçar a eficácia da dose, já aplicada em crianças de 3, 5 e 12 meses mas que, com o passar dos anos, pode perder parte de sua eficácia. A meta é vacinar 80% do público-alvo, formado por 7,2 milhões de adolescentes. Além de proporcionar proteção para essa faixa etária, a estratégia tem efeito protetor de imunidade rebanho – quando acontece a proteção indireta de pessoas não vacinadas em razão da diminuição da circulação do vírus. Segundo o ministério, a ampliação só foi possível graças à economia de R$ 1 bilhão por meio da revisão de contratos e redução de valores...

Leia Mais

Vacina contra o HIV ainda é uma promessa

Posted by on jul 12, 2012 in Notícias | 0 comments

Em 1984, um mundo ainda chocado com a desconhecida síndrome da imunodeficiência adquirida recebeu a promessa da então secretária de Saúde dos Estados Unidos, Margaret Heckler, de que, em menos de dois anos, seria produzida uma vacina contra o HIV. Quase três décadas depois, ainda se espera por uma substância capaz de impedir que o vírus da Aids invada células sadias e comece a devastar o sistema imunológico do hospedeiro. De acordo com uma equipe de pesquisadores suecos e americanos, o problema pode estar na falta de identificação do local exato onde os anticorpos se ligam aos receptores do vírus. Uma vacina realmente eficaz, alertam, só será realidade quando a ciência conseguir resolver esse enigma. Em um artigo publicado na edição de hoje da revista Science Translational Medicine, virologistas do Instituto Karolinska, em Estocolmo; do Instituto de Pesquisa Scripps, na Califórnia, e do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos EUA explicam por que, ao contrário da gripe e de outras infecções virais, é tão difícil driblar a ação do HIV no organismo. Ela explica que o que faz do HIV um vírus extremamente resistente a vacinas é sua capacidade de se replicar rapidamente e de se modificar. Por dia, em um paciente sem tratamento, são produzidos 10 bilhões de partículas do HIV. O Correio Braziliense traz matéria sobre artigo sobre vacina contra o HIV. Fonte: Departamento de DST, Aids e Hepatites...

Leia Mais